menu / directório

 

CARLOS PAIÃO

BIOGRAFIA

Carlos Manuel de Marques Paião nasceu em Coimbra no dia 1 de Novembro de 1957.

Em 1978 concorre ao Festival da Canção de Ílhavo onde obtém dois prémios, entre os quais o de melhor intérprete. Outro dos seus temas a concurso fica em 4º lugar.

É rejeitado por duas vezes na Valentim de Carvalho. Na última das vezes a sua mãe tinha pedido a Manuel Paião, primo direito do seu pai e conhecido compositor, que averiguasse se ele tinha talento ou se deveria concluir o curso de medicina que frequentava. Manuel Paião contactou Mário Martins mas o seu assessor disse que apenas tinha algum talento como letrista mas que não valia a pena. Como a resposta não era inteiramente conclusiva, Mário Martins decidiu ouvir as canções tendo ficado agradavelmente surpreendido com o que ouviu.

Carlos Paião participou numa das meias-finais do Festival da Canção de 1980 com "Amigos, Eu Voltei" mas não consegue chegar à final.

Mário Martins leva a Amália Rodrigues uma cassete com canções de Carlos Paião. Amália gostou tanto que quis logo gravar alguns das canções. Escreve "Canção do Beijinho" para Herman José que se torna um dos grandes sucessos desse ano chegando a disco de Ouro.

Em 1981 concorre com três canções ao Festival RTP da Canção mas só "Play-Back" é que é apurada. Grava um single com os outros dois temas ("Souvenir de Portugal" e "Eu Não Sou Poeta") que é editado um mês antes do Festival. A canção "Play-Back" acaba por vencer o Festival da Canção mas fica em penúltimo lugar no Festival da Eurovisão.

Em Novembro de 1981 é editado um novo single com os temas "Pó de Arroz" e "Gá-gago".

Carlos PaiãoEm 1982 escreve "Trocas e Baldrocas" para Cândida Branca Flôr que fica em segundo lugar no Festival RTP da Canção desse ano.

O máxi-single "O Senhor Extra-Terrestre", de Amália Rodrigues, com dois originais de Carlos Paião é editado em Fevereiro de 1982.

Carlos Paião lança com bastante sucesso um single com os temas "Marcha do Pião-das-Nicas" e "Telefonia (Nas Ondas do Ar)". Ainda nesse ano é editado o seu álbum de estreia, "Algarismos", com canções como "Zero a Zero" , "Canção dos Cinco Dedos" e "Meia Dúzia".

Em dueto com Cândida Branca Flôr concorre ao Festival RTP da Canção de 1983 com o tema  "Vinho do Porto (Vinho de Portugal)". O tema fica em 4º lugar.

Acaba o curso de Medicina em Novembro de 1983. Participa no programa "O Foguete" da RTP em conjunto com António Sala e Luís Arriaga.

Em 1984 colabora com Herman José no programa "Hermanias" onde escreve as canções da personagem "Serafim Saudade". Neste ano são lançados os singles "Discoteca" e "Cinderela".

Carlos Paião colabora entretanto com Cândida Branca Flôr na recolha de canções para o disco "As Cantigas da Minha Escola".

No início de 1985 é editada a compilação "O Melhor de Carlos Paião". Em Junho aparece um novo single com o tema "Versos de Amor".

O disco com as músicas e letras de Serafim Saudade é editado em 1985. Carlos Paião canta com o "verdadeiro artista" no tema "Prás Sogras que Encontrei na Vida".

Participa no World Popular Song Festival of Tokio, realizado em 26 e 27 de Outubro de 1985, com o tema "Lá Longe, Senhora".

Em Dezembro é editado o single  "Arco Íris", tema do concurso apresentado por Carlos Ribeiro.

Em 1986 escreve a canção "Bamos Lá Cambada", interpretada por José Estebes, que foi o hino não oficial da selecção portuguesa de futebol, no Mundial do México. Participa também na peça de teatro televisivo "O Carnaval Infernal".

Um novo single, com os temas "Cegonha" e "Lá Longe, Senhora", é editado em Dezembro de 1986.

Carlos Paião morre em 26 de Agosto de 1988 num trágico acidente de automóvel ocorrido na A1.

O disco que estava a preparar, "Intervalo", foi editado em Setembro de 1988, na data prevista inicialmente para o seu lançamento. O tema em maior destaque foi "Quando as Nuvens Chorarem" em dueto com Dina.

José Alberto Reis participou no Festival da Canção de 1989 com "Palavras Cruzadas", uma composição da autoria de Carlos Paião. Com outra das canções deixadas por Carlos Paião, "Sol Maior", representou Portugal num certame realizado em Xangai.

A compilação "O Melhor de Carlos Paião" foi reeditada em 1991 no formato de duplo-álbum

O álbum "Histórias" de António Sala, editado em 1993, inclui o tema "Pecado Capital" de Carlos Paião. Nesse ano é editada também a caixa "Carlos Paião" com os dois álbuns de originais e com um terceiro registo com "Os Singles".

O duplo CD "Letra e Música: 15 anos depois", editado em 2003, inclui 37 temas da autoria de Carlos Paião, entre eles o inédito "Caminhar".

Em 2006 é editada uma compilação com alguns dos temas escritos para outros artistas e algumas versões dos seus temas.

Carlos Paião escreveu para nomes tão diferentes como Herman José, Joel Branco, Cândida Branca Flôr, Amália Rodrigues, Nuno da Câmara Pereira, Peter Peterson, Trio Odemira, Octávio de Matos, Alexandra, Rodrigo, Lenita Gentil, António Mourão, Ana, Carlos Quintas ou Pedro Couceiro.

DISCOGRAFIA

Algarismos (LP, EMI, 1982)
O Melhor de Carlos Paião (Compilação, EMI, 1985)
Intervalo (LP, EMI, 1988)
O Melhor de Carlos Paião (Compilação, EMI, 1991) 2CD
Os Singles (Compilação, EMI, 1993)
Letra e Música: 15 anos depois (Compilação, EMI, 2003)
Perfil (Compilação, Som Livre, 2007)

SINGLES

"Souvenir" de Portugal/Eu Não Sou Poeta (Single, EMI, 1981)
Play Back/Playback (versão inglesa) (Single, EMI, 1981)
Pó de Arroz/Gá-gago (Single, EMI, 1981)
Marcha do 'Pião-das-Nicas'/Telefonia (Nas Ondas do Ar) (Single, EMI, 1982)
Meia Dúzia/Zero a Zero (Single, EMI, 1982)/
Vinho do Porto (Vinho de Portugal)/Instrumental (Single, EMI, 1983) (com Cândida Branca-Flôr)
O Foguete/Instrumental (Single, 1983) (com António Sala e Luís Arriaga)
Discoteca/Tenho Um Escudo À Minha Frente (Single, EMI, 1984)
Cinderela/A Razão (Single, EMI, 1984)
Versos de Amor/Os Namorados (Single, EMI, 1985)
Arco Íris/Lobo do Mar (Single, EMI, 12/1985)
Cegonha/Lá Longe Senhora  (Single, EMI, 12/1986)
Quando as Nuvens Chorarem/Perfume (Single, EMI, 1988)
Só Porque Somos Latinos (Single, EMI, 1988)
Mar de Rosas (Single, EMI, 1988)

COMPILAÇÕES SE

Pó de Arroz - Colecção Caravela (Compilação, EMI, 1996)
Cinderela - Colecção Caravela (Compilação, EMI, 1997)
Play-Back - Colecção Caravelas (Compilação, EMI, 2004)
Grandes Êxitos (Compilação, EMI, 2006)

 

menu / directório